Artigos



Artigos Relacionados




Como Reconhecer o Câncer de Pele

Atualmente, o câncer de pele é a neoplasia maligna mais frequente em Medicina. Existem vários tipos de câncer de pele. Felizmente, o carcinoma basocelular é o mais frequente, passível de cura através da sua remoção cirúrgica e nunca causando óbitos. Um dos mais agressivos é o melanoma, com capacidade de formar metástases para outros órgãos, mas que quando diagnosticado na sua fase inicial também é passível de cura.

Portanto, observar a própria pele com a ajuda de um espelho ou de um familiar é imprescindível na sua detecção  precoce. Qualquer lesão única e solitária que está mudando com o passar do tempo e que não desaparece deve ser avaliada por um dermatologista. A seguir, algumas dicas da Sociedade Brasileira de Dermatologia para reconhecer o câncer de pele e procurar atendimento:

  • Um crescimento na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida
  • Uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho
  • Uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento

Outra regra bastante útil para suspeitar de lesões malignas é o ABCD.

A – assimetria

B – bordas irregulares

C – cor variada

D – diâmetro maior de 6 mm

 






Deixe seu comentário ou dúvida sobre este artigo


(obrigatório)